quinta-feira, 26 de março de 2009

Cabeça de mãe é uma mer....!

Por que é que nós mães não temos a doce tendência de sermos um pouco mais confiantes na educação que damos para nossos pimpolhos, hein? Por que que sempre pensamos no pior ao invéz de relaxarmos e acreditarmos nas boas intenções de nosso rebentos, hein? Alguém pode me dizer????
Ontem de manhã, estávamos eu e meu filho Lucas fazendo as contas para saber quem paga o quê e quanto! Aquelas coisas que sempre fazemos no final do mês quando o pouco que restava já se foi, entenderam? Bem, estamos lá somando e subtraindo, aliás, mais subtraindo do que somando, enfim, estávamos fazendo nossa contabilidade para ver como não deixar a situação mais deplorável do que já está, até que em belo momento, meu filhote perguntou:
- Mãe, você me ajuda a pagar a conta de telefone este mês? Eu dou uma parte e você arca com o resto?
- Claro! - eu disse, afinal se tem uma coisa que a gente tem lá em casa, é união! Um tapa o buraco do outro e assim sucessivamente. Então ele respondeu:
- É que eu tenho que pagar o Nado (meu sobrinho e primo dele, obviamente!) então não vai dar para pagar tudo.
- Beleza! - respondi. Foi quando eu fiz a pergunta desastrosa:
- O que você está devendo para o Nado?- eis que surge a resposta desastrosa:
- Ah! São uns "Lances" aí entre eu e ele. - mil pontos de interrogação na minha mente doentia (?????????????....).
- Que lances são esses? - perguntei já não muito sociável.
- Ah mãe! Não posso dizer! São umas coisas minhas...- explodi:
- QUE COISAS SÃO ESSAS QUE EU NÃO POSSO SABER, HEIN? E BLÁBLÁ BLÁ.... BLÁ BLÁ BLÁ... BLÁBLÁBLÁ...- ele ficou pacientemente aguardando minha explosão terminar. Fechei a cara. Minha cabeça a mil. Onde ele poderia estar gastando seu dinheiro? Agiotas? Drogas? Traficantes? Operações ilegais? Estaria envolvido com más companhias???? Ladrões? Assassinos? Estupradores? Continuei remoendo meus pensamentos com a cara fechada.
O Lucas percebeu que provavelmente teria que ceder à minha chantagem emocional uma vez que eu já estava começando com aquela ladainha:
- NUNCA DEI MOTIVOS PARA VOCÊS (Atenção! O Irmão entrou de gaiato nessa história.) ESCONDEREM ALGO DE MIM... SEMPRE CONFIEI EM VOCÊS E O QUE EU GANHO? HEIN? E BLÁBLÁBLÁ...BLÁBLÁBLÁ...BLÁBLÁBLÁ.
A essa altura, meu filho já percebeu que não iria dar certo continuar com a omissão!
- Mãe, tenta entender. Não é nada ruim, eu só não posso te contar.
Continuei meu monólogo depressivo: - TUDO BEM! PODE CONTINUAR A DESCONFIAR DE MIM! É BOM PARA EU APRENDER A NÃO SOLTAR MINHA LÍNGUA E CONTAR TUDO QUE ACONTECE COMIGO PARA VOCÊS, E BLÁBLÁBLÁ...BLÁBLÁBLÁ...BLÁBLÁBLÁ...
- MÃE! TÁ BOM! EU CONTO... - ele disse interronpendo minha explanação vitimista.
- EU PRECISO PAGAR PARA O NADO O PRESENTE QUE EU TE DEI DE ANIVERSÁRIO! ELE ME EMPRESTOU O DINHEIRO E EU PRECISO PAGÁ-LO, ENTENDEU?" .................... silêncio absoluto!
Neste instante tive uma súbita vontade de colocar minha cabeça num moedor de carne e espremer todos meus miolos um a um!
Meu filho parado na minha frente me olhava para ver qual seria minha reação. Não consegui pensar em nada que eu pudesse falar para aliviar aquele momento totalmente constrangedor! Continuei muda! Então meu filho veio com o golpe fatal:
- TÁ FELIZ AGORA?.... - fiz um bico enorme na tentativa de sensibilizá-lo e murmurei timidamente:
- me desculpa, filho!.
Sinceramente? Hiroshima e Nagasaki ficou parecendo bombinha de São João perto da explosão de culpa e remorso que surgiu em meu coração. O pior era que estávamos nos referindo a humildes R$ 25 ou R$ 30 reais... Fala sério? Era para eu ter feito esse escândalo todo? Que sirva de lição para as próximas vezes... E que eu aprenda com isso a valorizar os filhos que a vida me presenteou, pois apesar de tudo e acima de tudo, eu os amo profundamente!

3 comentários:

Cris disse...

É assim mesmo Mimima, mãe é tudo igual...

Bєtн мoηtєiяo disse...

Então Mimi....."tipo assim".....fico imaginando sua cara de "paisagem".....sabe qdo o Patolino quebra a cara no desenho e vai caindo os caquinhos.....então Amiga, visualiza a cena....kkkkkkkk
Linda, mãe é mãe em qquer tempo, a nossa foi assim e agora é a nossa vez. Amo Vc exatamente por ser assim, tenho certeza que ele escolheu ser seu BB por Vc ser quem é.
Bjsss um super Findi pro 6 tudim

Miriam Rose disse...

Meninas... muito obrigado pelo apoio nessa hora tão difícil! De qualquer maneira o que me alivia é saber que meu BB fará exatamente a mesma coisa com meus netos...rsrsrsrs